Início do cabeçalho do portal da UFERSA

Engenharia de Petróleo

petroleoCurso de Engenharia de Petróleo

Forma de Ingresso: 2º Ciclo

Turno: Noturno

Cod. emec: 1168745

 

A Engenharia de Petróleo é o conjunto de técnicas usadas para a descoberta de poços e jazidas e para a exploração, produção e comercialização de petróleo e gás natural. O bacharel em Engenharia de Petróleo, ou Engenheiro de Petróleo, tem como campo de atividade petroleiros, refinarias, plataformas marítimas e petroquímicas. O profissional adquire conhecimentos nas mais diversas áreas da formação, dando-o habilitação para atuar na descoberta de jazidas de petróleo e também na construção e desenvolvimento de poços petrolíferos. É da responsabilidade desse profissional desenvolver projetos que visem a exploração e a produção desses bens sem prejuízo ao meio ambiente. Além disso, cuida do transporte do petróleo e seus derivados, desde o local da exploração até a chegada à refinaria. Podendo ainda atuar em consultorias ambientais e na legislação internacional que regula as atividades ligadas ao petróleo e seus derivados.
O Brasil produz 2 milhões de barris de petróleo com a operação da Petrobras e de dezenas de empresas estrangeiras. A exploração plena do pré-sal, prevista para ocorrer a partir de 2020, promete elevar ainda mais esses números. Mas as empresas do setor reclamam que não encontram no mercado brasileiro mão de obra devidamente qualificada: o setor estima que precisará de 200 mil profissionais até 2015 muitos deles, engenheiros. 
De acordo com levantamento do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp), implantado pelo governo federal em 2003 para capacitar mão-de-obra para implementação de empreendimentos no setor de petróleo e gás, a estimativa era de que seria necessário capacitar 112 mil pessoas para o setor entre 2008 e 2018. Recentemente, em março de 2012, a Petrobras abriu concurso para cadastrar 1,5 mil funcionários, de diversos setores. Só para engenharia do petróleo, o cadastro reserva 345 vagas onde 69 delas, para início imediato.
Embora o Rio Grande do Norte seja o maior produtor de petróleo em terra e o segundo em volume geral no Brasil, importa profissionais e bens para extração petrolífera. O Rio Grande do Norte e a região de Mossoró produzem cerca de 80 mil barris de petróleo e 9 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, em detrimento de um maior retorno econômico para o Estado, a começar pela vocação de mão-de-obra, por falta de qualificação profissional. A implantação de curso de engenharia de petróleo visa ao suprimento dessa lacuna de qualificação técnica em nível superior no Estado. A mão-de-obra capacitada será absorvida por empresas de pequeno e médio porte que atuarão em bacias terrestres licitadas pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O curso de Engenharia de Petróleo formado pela UFERSA tem como objetivo formar um engenheiro com uma sólida formação técnica, científica e profissional geral que o capacite a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística em atendimento às demandas da sociedade e do mercado.

contato: engpetroleo@ufersa.edu.br

Projeto Pedagógico do Curso

Ato de Criação do curso

Portaria de Reconhecimento

Conceitos do Curso

22 de setembro de 2014. Visualizações: 9099. Última modificação: 23/01/2015 13:47:55